Top 5 coisas para se fazer em Amsterdam

1. O que fazer em Amsterdam: Museu do Van Gogh

Fonte:
Artforum

Sim, Van Gogh era holandês e não, você não quer nem saber como se pronuncia o nome dele em holandês (bem, se você insiste). O museu é imenso e, além de abrigar a maior coleção do mundo de pinturas e desenhos do cara, tem também obras de amigos, obras que influenciaram e uma área de exposição temporária. Se você tem o mínimo interesse em arte, vá sem medo e com um tempo pra gastar. Vale cada euro.

De sexta feira o museu fica aberto até as 22h00 e sempre rola atrações culturais – inclusive shows. De repente, vale a pena dar uma olhada. É um bom jeito de ver o museu de uma maneira diferente. E você pode inclusive fazer um tour com o Carlos, guia brasileiro do Ducs aqui. Sério, imperdível!

Sobre comprar ingressos online pro Museu do Van Gogh

Com o passar dos anos, o Museu do van Gogh foi ficando mais e mais popular. Tanto que reformaram a entrada deles, deixando bem moderna e bacana.

Mas isso, claro, quer dizer mais gente querendo entrar. E pra não deixar todo mundo o resto da vida na fila, guardando lugar pros netos, o melhor é comprar o ingresso antes, com a hora marcada.

Ducs Amsterdam vende o ingresso o Van Gogh, basta clicar aquiNão custa nada a mais!

2. O que fazer em Amsterdam: Casa da Anne Frank

Muita gente deve conhecer uma biblioteca chamada Anne Frank ou ter ouvido falar de um diário da Anne Frank. Resumidamente a história dela é a seguinte: Anne Frank era uma adolescente de 13 anos quando ganhou de aniversário de seu pai um diário. Ela, como toda a família, era judia e morava em Amsterdam. Isso era lá pelo começo dos anos 1940.

Logo depois dela ganhar o diário, os nazistas invadiram a Holanda e passaram a mandar os judeus para campos de concentração. Quando chegou uma intimação dos nazistas para a irmã de Anne, o pai delas resolveu que seria uma boa se esconder.

Eles fingiram que fugiram pra outro país, mas na verdade passaram a morar num anexo escondido atrás da empresa do pai. Viveram lá a família dela e mais algumas pessoas por uns dois anos, sem por o nariz pra fora, sem fazer barulho, compartilhando um único banheiro, em total confinamento. Uma hora eles foram descobertos (houve uma denúncia de alguém não identificado até hoje), presos e enviados pra campos de concentração. Toda a família morreu, menos o pai.

Quando a guerra acabou (dois meses depois da Anne Frank morrer), o pai voltou pra Amsterdam e descobriu que a filha manteve um diário durante toda a experiência. Ele editou e publicou o diário da filha, que acabou virando um best-seller e ela uma espécie de heroína nacional holandesa.

A casa onde a família passou pela provação é hoje um museu aberto à visitação pública e uma das maiores atrações de Amsterdam. Vá ver, mas esteja avisado de que é uma experiência que mexe com a gente (mexeu comigo, certamente).

3. O que fazer em Amsterdam: Passeio de barco pelos canais

A Holanda tem longa tradição de lidar com a água, e suas cidades, algumas mais, algumas menos, são tipicamente cortadas por canais, construídos desde tempos medievais até hoje em dia.

E Amsterdam é das mais. É completamente recortada por canais, e um dos jeitos mais legais de conhecer os canais de Amsterdam é navegando por eles.

Existem diversas empresas que oferecem passeios de barcos pelos canais. Os barcos vão passeando e contando e apontando vários locais históricos e pontos turísticos interessantes de Amsterdam. Os passeios duram cerca de uma hora, dependendo da empresa e do passeio (por exemplo, tem até a opção de fazer o passeio acompanhado por queijos e vinhos e outros).

4. O que fazer em Amsterdam: Vondelpark

Apesar da Holanda estar sempre brigando com o mar e com lagos nesse país tão apertado, eles sempre reservam um espaço para parques e áreas verdes. Amsterdam tem diversos parques muito bonitos, e o mais famoso deles é o Vondelpark. Mais famoso e um dos mais lindos.

É muito legal passear a pé ou de bike pelo Vondelpark, tomar um café lá dentro ou aproveitar o segundo dia de sol na sua visita (mas você já pensou em jogar na loto ou resolveu já gastar todo seu estoque de sorte em Amsterdam?) simplesmente deitando ao lado dos locais na grama.

5. O que fazer em Amsterdam: Red Light District

Fonte:
GetYourGuide

Nesse você tem que ir. Eu sei que parece estranho listar um distrito da luz vermelha como um dos principais pontos turísticos de Amsterdam. Mas, seguinte: na Holanda a prostituição é legalizada. Em um fato completamente não-relacionado, os holandeses adoram janelas. Por toda parte você vê casas com enormes janelas, inclusive nos apartamentos que ficam no térreo, direto pra rua.

Então as meninas, procurando uma solução pra resolver o conflito entre ficarem expostas ao maior número de interessados possível versus o clima miserável da Holanda, resolveram usar a paixão janelística a seu favor.

Elas alugam os quartinhos com enormes janelas e ficam lá dentro, no quentinho e no seco, de roupas provocantes, como se estivesse em uma vitrine de loja. E assim, em várias cidades da Holanda, se formaram “distritos” ou “bairros” onde se concentram. Amsterdam tem alguns distritos desses, mas o mais famoso e conhecido, o De Wallen, fica no centrão e é um bairro histórico muito bonito.

*Matéria originalmente postada por: ducsamsterdam.net/

Deixe uma resposta