Intercâmbio voluntário: o que é e como fazer?

A experiência do voluntariado é capaz de transformar seres humanos, além disso só tem a agregar no currículo. O que acha de fazer um intercâmbio voluntário?

O Intercâmbio voluntário permite que você se envolva com diferentes culturas!

Lá com toda certeza você vai desenvolver competências pessoais e ao mesmo tempo estará realizando uma boa ação.

Entre as diversas trocas da vida, essa experiência de nos doar em prol de uma causa gera uma recompensa que nenhum bem material é capaz de nos dar.

Além do enriquecimento pessoal, também é uma boa oportunidade de enriquecer o currículo. Afinal, o voluntariado é muito bem visto por recrutadores.

O que é preciso para o intercâmbio voluntário?

Primeiramente é preciso buscar por alguma agência ou ONG que ofereça programas de intercâmbio voluntário.

Os trabalhos vão desde ajudar a cuidar de animais, até cuidar de crianças em situação precária.

O que não falta é opção de intercâmbio em diferentes lugares do mundo – alguns, inclusive, com paisagens paradisíacas onde ainda é possível aproveitar momentos de lazer!

Apesar de não ser gratuito, o investimento que você fará nesse tipo de intercâmbio varia muito.

Não desanime com os valores, lembre-se que as experiências que irá viver dinheiro nenhum pagaria.

A verdade é que qualquer um pode ser voluntário! Só não se pode esquecer a responsabilidade que estará assumindo.

Onde procurar?

Agora que você já sabe o que envolve ser voluntário, confira algumas opções que selecionamos.

(É importante destacar que a maioria delas cobra uma taxa para tal, que é destinada a cobrir as despesas quando se trata de uma organização sem fins lucrativos)

AIESEC:

México e Itália como alguns dos destinos

A AIESEC oferece um programa de voluntariado global, em que o jovem se candidata na oportunidade de seu interesse.

A partir do momento em que o candidato é aprovado pela AIESEC do país de destino (o que acontece praticamente no mesmo dia), já pode começar a se planejar com a organização.

Nessa experiência a acomodação é garantida, mas nem todas as oportunidades de voluntariado disponíveis têm alimentação inclusa.

O processo de admissão é simples – ter entre 18 e 30 anos é o único requisito – e o programa custa cerca de R$ 1.625.

No valor do programa dá acesso às vagas e ao suporte da organização, bem como auxílio na obtenção de itens essenciais para a viagem (como seguro de saúde), mas não inclui passagens aéreas e fatores externos, como a variação da moeda local.

Os destinos são Colômbia,  Argentina, Peru, México e Itália.

CI Intercâmbio:

Trabalhos sociais e ambientais

A CI Intercâmbio oferece opções de “volunturismo” em 7 países para cuidar de animais, ajudar na conservação do meio ambiente ou desenvolver ações humanitárias.

O programa de volunturismo inclui acomodação, refeições, transfer de chegada, suporte local 24h durante a estada e treinamento inicial, além de um certificado de participação.

Os requisitos são ter 18 anos, ser um pessoa engajada e saber se comunicar em inglês (sendo indicado nível intermediária no idioma, mas alguns projetos aceitam níveis mais baixos).

As opções e tarifas devem ser consultadas com a própria empresa.

Exchange do Bem:

Dezenas de opções, destaque para África do Sul

No caso do Exchange do Bem, são mais de 50 opções de projetos em diversos países, sendo que a agência de intercâmbio social destina 10% do seu lucro para investimentos ligados à educação no Brasil.

As passagens aéreas não costumam estar inclusas nos pacotes de intercâmbio voluntário em diferentes agências e não é diferente com a Exchange do Bem.

Os custos das opções de volunturismo no exterior com a organização custam a partir de 590 dólares (cerca de R$ 2.330,00) e incluem, no mínimo, acomodação.

Parte do valor pago é destinada à hospedagem, que pode ser em hostel, guest house, casa de família ou casa de voluntários.

A agência também auxilia o intercambista com relação a visto e vacinas necessárias (outro ponto a se considerar para voluntariar no exterior).

As atividades vão desde recreação com crianças em hospitais, até construir um sistema de drenagem em Gana.

O requisito normalmente é ter 18 anos e falar inglês. Entretanto, algumas opções não exigem nenhum conhecimento no idioma, como as viagens em grupo para Gana e para a Índia.

Para mais informação sobre trabalho voluntário, clique aqui.

Deixe uma resposta