Trabalhar em Omã pode te surpreender

Todo mundo já pensou em trabalhar fora, buscar novas experiências para o currículo e conhecer uma nova cultura. Hoje, o Meu Intercâmbio te apresenta as surpresas de trabalhar em Omã, país localizado no extremo leste do Oriente Médio.

Omã é um país que tem o árabe como língua oficial e sua capital Muscat (Mascate, em Português) é muito bem falada e admirada por quem vai conhecer o país.

Ao contrário da fama, Omã é um país de pessoas receptivas e que se orgulham em respeitar outras culturas. Os onamis amam os brasileiros e tudo que vem do Brasil.

Como é trabalhar em Omã?

A economia do país baseia-se na produção e exportação de petróleo e gás natural, porém o país tem apostado em diferentes tipos de economia.

Omã oferece bons salários e uma boa qualidade de vida, pois é um lugar tranquilo e seguro.

As empresas oferecem o salário isento de impostos, pagam passagens anuais para visita ao Brasil, plano de saúde e algumas até garantem uma acomodação e escola para os filhos de seus funcionários.

Empresas do ramo acadêmico, de aviação, mineração e extração de petróleo são as que mais empregam no país.

Para entrar em Omã deve-se ter um passaporte com no mínimo seis meses de validade, ter uma página para carimbo de entrada e o comprovante de vacinação contra a Febre Amarela em dia.

A moeda de Omã é o Omani Rial e existem restrições de moeda para entrar e sair do país, conferir antes de viajar é importante. Também é essencial ler com cuidado a cartilha “Orientação para o trabalho no Exterior” antes de assinar qualquer contrato de trabalho.

Informações importantes

Mesmo sendo um país de idioma local árabe, a maioria dos habitantes da capital falam inglês, quanto mais distante da capital, mais difícil encontrar pessoas que falam inglês.

Em Omã o padrão de vida é superior ao que a maioria dos brasileiros têm no Brasil, os carros são mais baratos, as acomodações são boas e acessíveis. A vida pode ser muito confortável com direito a viagens e ainda um pé de meia para garantir o futuro.

É também o lugar ideal para um bom Networking, pois pessoas do mundo inteiro vão para o país. É certo encontrar pessoas com afinidades culturais. Os sul-americanos ainda são poucos comparado aos países árabes, europeus e africanos, mas em breve isso tende a mudar.

A segurança é algo que surpreende os brasileiros. Em Omã as pessoas guardam lugares em cafés com o próprio celular e chave deixados sobre a mesa. Os carros ficam ligados e com a chave na ignição e a senha dos cartões de crédito são digitadas pelo próprio atendente (não se assuste).

O sol brilha o ano inteiro, os dias são longos, os horários para funcionamento do comércio são diferentes do Brasil, muitos ficam abertos até às 22h. Durante todo o período os locais são muito seguros.

As mulheres não são obrigadas a usar véu, mas é importante respeitar os limites do país que tem uma cultura diferente. O seguro-saúde deve estar em dia para evitar gastos extras.

Busque todas as informações necessárias sobre a cultura local e o que é permitido ou não no país para evitar problemas desnecessários e vá conhecer esse lugar maravilhoso.

Para informações detalhadas entre no Portal Consular

Deixe uma resposta