Morar no exterior: fator decisório para contratação?

Você já pensou em como morar no exterior é capaz de potencializar as suas chances de ser contratado por uma empresa internacional, no Brasil? A vivência fora diz mais sobre si do que você pode imaginar à primeira vista, e empresas de sucesso estão atentas a esse fato.

Quem mora fora precisa desenvolver uma série de competências e habilidades importantes para um profissional atualizado, como a facilidade de adaptação a novos contextos. Por isso, além de investir em sua formação acadêmica, buscar uma experiência internacional, por meio de um intercâmbio, é uma excelente opção, afinal isso pode garantir o seu tão desejado cargo.

Principais vantagens de morar no exterior

Aprender novas culturas

Essa característica é valorizada pelas empresas no momento da contratação, afinal, elas também têm sua cultura. Nesse ponto, é mais interessante investir em um candidato que demonstre maior capacidade de adaptação cultural, pois há menos chances de que ele tenha problemas dessa natureza, o que torna a contratação mais eficiente.

Fonte: Icepop

Um idioma traz consigo a cultura do lugar que o fala, e, por ter convivido com pessoas de lá, quem faz intercâmbio aprendeu não só uma nova língua, mas também outra cultura. Provavelmente, adaptou-se a ela e deve até manter em sua rotina alguns costumes aprendidos em sua experiência internacional. O que demonstra adaptabilidade e facilidade de lidar com o diferente.

Pensar fora da caixa

Você é bom de improvisar soluções? Desenvolver essa habilidade é mais um dos benefícios de se fazer um intercâmbio — e que é valorizado pelas empresas. Isso acontece porque, nessas situações, é comum que as pessoas vivam situações até então impensadas. Afinal, é tudo novo, diferente e nem sempre você tem para quem (ou sabe como) pedir ajuda.

Sair da zona de conforto

Profissionais capazes de sair da sua zona de conforto são cada vez mais desejados pelas instituições. Assim, aceitar o desafio de se lançar ao novo não traz benefícios apenas no âmbito pessoal; em um processo seletivo isso também será considerado como um fator positivo e pode até ser decisivo. Eis, então, mais um ponto positivo para a experiência de se fazer um intercâmbio.

Fonte: The Business Journals

Trabalhar em equipe

Essa é mais uma situação valorizada pelas empresas com a qual o intercâmbio só tem a contribuir. Os recrutadores já sabem que morar no exterior desenvolve no candidato a habilidade do trabalho em grupo. Portanto, esse é outro diferencial no momento do processo seletivo, já que um problema para algumas empresas é o colaborador extremamente capacitado, mas que não consegue resultados ao trabalhar em equipe.

Fonte: Eadbox

Novas práticas e estratégias de mercado

Alguns países, como a Austrália e Nova Zelândia, permitem que você trabalhe legalmente durante o seu intercâmbio, caso embarque para o país com o visto de estudante. Essa experiência de trabalho internacional ajudará você a conhecer diferentes necessidades do mercado, aprenderá novas formas de solucionar problemas e diferentes práticas empresariais, terá acesso a tecnologias e ferramentas de trabalho.

 

Deixe uma resposta