Dicas

10 motivos para morar no Canadá

Giulia Pinto
Escrito por Giulia Pinto em 27 de março de 2019

Quem já decidiu sair do Brasil para morar no Canadá se baseou em estratégias elaboradas para seu perfil, manteve o foco diante dos desafios e atualmente descobre a realidade canadense, que pode não ser exatamente um “conto de fadas”, mas faz muita gente nem pensar em voltar para o Brasil.

  1. Emprego

Fato é que os baixos índices de desemprego no Canadá se mantêm a cada ano. Uma alteração que mereceu notícia em todo mundo aconteceu no índice de janeiro deste ano, com o aumento de 0,1 ponto, o que elevou o desemprego para 7,2%.

O Canadá desponta também como um lugar próspero para estabelecer a sede de uma empresa e para empreender. O número de start ups voltado para TI e desenvolvimento se prolifera e a demanda para profissionais desse setor segue o ritmo. Além disso, a qualidade de vida no trabalho salta aos olhos dos imigrantes. Prática comum nas empresas, o cumprimento dos horários para entrada e saída dá a entender a importância de ganhar tempo do dia para que o funcionário trate de sua vida pessoal.

  1. Segurança

A rotina nas ruas canadenses chega a ser discrepante para um brasileiro. Obviamente que a violência existe, mas o clima de insegurança vivenciado no Brasil não chegou por lá, o mesmo acontece com a sensação de impunidade e reabilitação de criminosos.

Isso é um fator prioritário, principalmente para quem planeja morar no Canadá, formar família ou criar filhos no país, mesmo em cidades mais populosas como Toronto, Vancouver e Ottawa. Morar no Canadá vira sinônimo de tranquilidade em relação ao motivo que aflige a maioria de nós brasileiros.

  1. Educação

Esse é um quesito muito especial. A grande quantidade de brasileiros que partem para fazer intercâmbio no Canadá tem sido prova da confiança na qualidade do ensino e formação de profissionais que esse país tem. Em muitos casos, as universidades de colleges canadenses representam passos a diante nos planos de conquistar a cidadania ou mesmo o visto de residente permanente.

Quando o assunto é morar no Canadá com filhos, as expectativas são ainda melhores, pois a fama da qualidade do ensino – que é público na fase infantil – é excelente.

A adesão dos canadenses à vida acadêmica é altíssima, a taxa de alfabetização é de 99%.

  1. Serviços públicos no Canadá

Uma das coisas que chamam atenção no Canadá é a quantidade de centros comunitários nas cidades. Os locais que oferecem uma gama de atividades para adultos e crianças com uma infraestrutura invejável para prática de esportes. Alguns têm piscinas e pistas de patinação. Esses espaços entram na lista dos serviços públicos que funcionam muito bem no país. Outro exemplo é o transporte público canadense que, apesar de ser considerado enxuto em algumas cidades, funciona de tal forma a promover a integração de diferentes plataformas, tais como ônibus, steet car e até seabus (no caso de Vancouver). Os horários tendem a ser programados, o que facilita muito a vida.

No grupo de serviços públicos também está a saúde oferecida pelo Governo aos cidadãos e imigrantes. Entre as principais diferenças do sistema público de saúde canadense está o médico da família, a figura que atenderá necessidades básicas dos moradores da casa em uma espécie de triagem.

  1. Organização

Seja para montar uma empresa, ser contratado por uma empresa ou abrir uma conta. No Canadá, o fantasma da burocracia não tem vez. As relações comerciais, empresariais e até mesmo com o Governo são pautadas e advindas da confiança entre as partes, logo, as informações, formulários e sistemas são acessados facilmente e, por mais detalhados de sejam, são objetivos.

Outro reflexo da organização do país é a engenharia de trânsito construída de forma a facilitar a locomoção nas cidades e as viagens entre as cidades.

  1. Natureza

Valorizada por cidadãos e turistas, a natureza canadense atrai os olhares do mundo tamanha beleza. Claro, que no Brasil a natureza também é rica, mas no Canadá as atrações turísticas que envolvem as riquezas naturais viraram um dos principais produtos do país para quem vai morar no Canadá.

Os conceitos da preservação são fortes no país, pois há uma preocupação em manter a qualidade de vida conquistada em rankings mundiais para as gerações futuras.

Nas estações mais quentes é comum as pessoas saírem do trabalho e passear nos parques e praias para aproveitar o resto do dia e da claridade. Da mesma forma acontece com a prática de atividade física, muito incentivada nas cidades. Quem mora em localidades onde tem mais verde ir trabalhar de bike admirando vista faz toda a diferença.

A facilidade em mudar de paisagem natural dentro da mesma cidade é encantadora e também torna as viagens curtas especiais.

  1. Vida mais justa

Para quem vai morar no Canadá, a impressão de uma distribuição de renda mais justa não é mero acaso. No mercado de trabalho canadense nota-se o conceito de igualdade pelos pisos salariais, onde, dependendo da área profissional, um trabalhador de formação técnica pode ganhar um salário muito aproximado de quem tem graduação.

Ainda que cause estranheza e até desagrade alguns brasileiros, essa política no mercado de trabalho aumenta as chances de conquistar uma vida mais justa com boa moradia, alimentação de qualidade e dinheiro para custear entretenimento e outros confortos. O padrão de vida canadense pode ser considerado de classe média e isso é uma constante para quem mantém gastos conscientes. A estabilidade financeira, aliada à segurança, organização, ensino e aos serviços públicos são itens prioritários que fazem os brasileiros não querer sair do Canadá.

  1. Respeito à diversidade

Apesar do movimento crescente no combate ao preconceito e a discriminação no Brasil, o Canadá se apresenta muito a frente nesse quesito. O país que se tornou morada de estrangeiro de todos os continentes soube se adaptar às diferentes culturas, uma herança da colonização europeia.

O respeito à diversidade no Canadá se apresenta em vários setores e fica claro no mercado de trabalho. Não só em relação aos estrangeiros, homossexuais e pessoas de diferentes etnias. Os trabalhadores mais velhos sentem a diferença na disputa de uma vaga no mercado de trabalho canadense. Para ter uma ideia, nem mesmo a idade é citada nos currículos, pois a prioridade são as aptidões profissionais.

Nas ruas se vê claramente a boa convivência entre as diferentes culturas. O clima respeitoso dá segurança em quem já sofreu por preconceito no Brasil e ansiava por mudanças. Entretanto, essa realidade deve ser encarada e absorvida por quem tem tendências à intolerância e mora ou quer morar no Canadá, pois esse é um assunto levado a sério no país.

  1. Respeito à individualidade e senso de comunidade

No Canadá a expressão sorry é um vício de linguagem e o respeito à individualidade é facilmente notado. A educação excessiva da maioria dos canadenses chama a atenção. Ao mesmo tempo em que o indivíduo é preservado, o senso de comunidade agrega os cidadãos e imigrantes.

As experiências de quem decide morar no Canada são muito pessoais, entretanto, as dificuldades se aproximam muito à saudade de familiares e a sensação de desamparo se tudo der errado. Com o passar do tempo essa cultura social canadense faz diferença, pois o imigrante passa a ter contato com coisas típicas, como trabalho voluntário, por exemplo.

Falando em trabalho voluntário, esse conceito é aprendido ainda na escola pelas crianças, o que é difícil ser visto no Brasil. Isso que aumenta a chance de criar cidadãos mais solidários e conscientes.

  1. O Canadá gosta de brasileiros

Não que outras nacionalidades sejam desfavorecidas, longe disso. Mas a fama de bons trabalhadores dos brasileiros corre solta nas empresas canadenses. Estamos habituados a conviver com a alta competitividade no Brasil e seguimos com esse padrão na vida profissional.

As cobranças para ter funcionários multitarefas, comumente disseminadas por empregadores brasileiros, acabam fazendo parte dos diferenciais oferecidos pelos imigrantes e, quando essa característica é usada de maneira correta, dá certo, principalmente porque não é tão fácil conseguir um emprego no Canadá.

Se sentir mais canadense ou menos brasileiro?

É inegável que mudar de país altera a percepção que tem do lugar de origem. Mas é importante manter o equilíbrio e eleger o que mais se afina ao seu estilo de vida. Ir morar no Canadá é se preparar para dois choques culturais, um na chegada e outro no retorno para visitar o Brasil.

Cada pessoa reúne seus motivos para sair do Brasil e descobre as razões para não querer voltar, mas muitos deixam família, amigos e experiências que só podem ser vividas entre eles e não convém desdenhar isso ou perder as referências sem causas realmente importantes.

*Matéria originalmente postada por: vistoparaocanada

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Quem Somos

“Somos um site pra você chamar de seu.

O Meu Intercambio é o seu lugar de saber mais sobre a vida no exterior e também compartilhar vivências da sua viagem.

Torne o seu sonho realidade e viva sem fronteiras.”