Dicas

Intercâmbio na Suécia: entrevistando um intercambista

Gabrielly Damasceno Araujo
Escrito por Gabrielly Damasceno Araujo em 25 de abril de 2020

Quer fazer intercâmbio na Suécia mas não sabe por onde começar? Calma que nós, do Meu Intercâmbio, estamos aqui pra te ajudar. Entrevistamos um intercambista com as principais perguntas para você saber antes de fazer seu intercâmbio pra lá. Só rolar pra baixo e conferir essa entrevista exclusiva!

Suécia é o destino de muitos estudantes, e não foi diferente para o Vinicius Sanches, 22, nosso entrevistado de hoje. O intercambista está em Estocolmo, a capital do país, fazendo o intercâmbio no Instituto Real de Tecnologia mais conhecido como KTH (em sueco). Com duração de seis meses, Vinicius nos conta como está sendo sua experiência de estudos e moradia por lá.

Como está sendo estudar nesse lugar ? “Eu arriscaria dizer que é mais fácil, e quem veio pra cá antes de mim, concorda. O sistema é bem diferente do Brasil, as aulas quase nunca são obrigatórias, e as que são, eles avisam. Todas as aulas ficam disponibilizadas no sistema com slides, e eles dão bastante independência para o aluno. Uma coisa que me chocou foi que 1 ano de intercâmbio tem 4 períodos ao invés de 2, então é tudo mais corrido.”

É fácil conviver com a cultura e a língua nativa? “Eles oferecem para todos os estudantes aula de sueco. Entretanto, da muito trabalho. Todos os meus amigos largaram o curso na metade, pois tem outras matérias mais importantes pra fazer. Em relação a cultura, é totalmente diferente do Brasil. A qualidade de vida é top, o IDH é o 9° melhor do mundo. Porém, esquece aquela vibe Brasil. Aqui, eles são secos, e o senso de humor é extremamente diferente, eles não tem o costume de se abraçar e se conectar com outras pessoas.”

“A bebida aqui é muito regulada, porque o inverno é bastante rigoroso. No inverno, o sol nasce às 10:00hs da manhã e se põe às 15:00hs da tarde. Por conta disso, a maioria da população entra em depressão e o índice de suicídio é altíssimo. Para amenizar, o Governo controla o consumo de bebida alcoólica. Você só vai conseguir comprar em lugares espacializados, e não em mercados.”

O que você mais está gostando do Intercâmbio? “O que eu mais gostei foi as pessoas que eu conheci aqui. A maioria dos intercambista moram em alojamentos estudantis por ser mais barato, e também por ser mais fácil do que encontrar uma casa para dividir ou alugar por conta própria. O bom é que são mais de 500 estudantes pertinho um dos outros, e todos nos consideramos uma família.”

O que eu mais gostei da Suécia em si, é que tudo aqui funciona. O metrô chega no tempo e sai na hora marcada. Você não vê lixo nas ruas. Bares e restaurantes quase nunca estão lotados. A qualidade de vida é surreal!

O que você menos gostou ? “O que eu menos gostei e é um consenso comum, é a questão da bebida ser controlada, como eu já mencionei. Além desse controle, a bebida é muito cara. Um euro um latão de cerveja nos lugares especializados, e em bares e restaurantes é bem mais caro. Um outro fator chato é que os lugares fecham muito cedo, 1 hora da manhã já não tem mais nada aberto. Como 15:00hs da tarde já está escuro no período do inverno, você fica no tédio.”

Sobre custos… caro ou barato?

As coisas são bem caras para quem está indo estudar. Para quem mora e trabalha aqui, já não é tão caro. Eles pagam muito imposto para receber coisa em troca, como a educação e sistema de saúde público. Eles recebem o suficiente para se sustentarem, mesmo as coisas sendo bem caras. No final, só é caro para a gente que vem de fora.

Uma das coisas que é bom frisar, é que o inverno tem apenas 5 horas de luz, mas no verão, o sol nasce em torno das 5 horas da manhã e se põe quase 23:00 horas da noite. Então, se você quer aproveitar bastante a luz solar, os melhores meses para viajar é entre Junho e Agosto.

Se você quer saber sobre o local onde o entrevistado está estudando, acesse: https://www.kth.se/en. Agora, se você quer saber um pouco mais sobre a Suécia, clique aqui. Espero que as informações na entrevista tenha ajudado você a saber um pouco mais sobre esse país e seus habitantes.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Quem Somos

“Somos um site pra você chamar de seu.

O Meu Intercambio é o seu lugar de saber mais sobre a vida no exterior e também compartilhar vivências da sua viagem.

Torne o seu sonho realidade e viva sem fronteiras.”