Estudar no Quênia: dicas e informações sobre o país

O Quênia é um dos 50 países da África que continua sendo deixado de lado pela maioria dos estudantes que buscam um ensino superior. Hoje o Meu Intercâmbio traz para você informações de como é estudar no Quênia.

Como capital do país, Nairóbi é uma das cidades que está em crescente desenvolvimento, além de ser capaz de proporcionar uma cultura urbana moderna encantadora aos que vem de fora.

No Quênia existem mais de dez universidades públicas e mais de vinte universidades privadas. As línguas faladas são: o Suaíli e o Inglês, mas o Inglês ainda é o idioma principal.

Por isso, é importante saber que além de conquistar um diploma de graduação no exterior, você pode colocar em prática o seu Inglês e aprimorá-lo.

Saiba o que é necessário para estudar no Quênia

Para conquistar seu diploma de bacharel é importante saber que precisará se dedicar durante quatro ou seis anos em um país diferente, e para isso é importante estar preparado.

No Quênia existem ótimas universidades, a mais renomada é a Universidade de Nairóbi, seguida pela Universidade Kenyatta, Universidade de Egerton e a Universidade Moi.

Como a Universidade de Nairóbi está no topo das melhores do Quênia, confira abaixo os as faculdades disponíveis dentro da universidade:

  • Faculdade de Arquitetura e Engenharia;
  • Faculdade de Ciências da Saúde;
  • Ciências Biológicas e Físicas;
  • Ciências Humanas e Ciências Sociais;
  • Agricultura e Ciências Veterinárias;
  • Educação e Estudos Externos.

São diversos os cursos disponíveis nessas faculdades, então você não pode perder essa oportunidade.

O que é necessário?

A universidade possui duas formas de admissão para quem quer cursar a graduação: patrocínio do governo queniano ou por autonomia patrocinada. Clique aqui e saiba mais.

Para entrar no país é importante ter no mínimos duas páginas do passaporte disponíveis para carimbo e no mínimo seis meses de validade.

Confira todas as informações sobre visto para estudo e documentação necessária no site Portal Consular.

Deixe uma resposta