Estudar Fora

Confira os principais exames de proficiência do mundo

Gabrielly Damasceno Araujo
Escrito por Gabrielly Damasceno Araujo em 16 de setembro de 2020

Fazer um intercâmbio é o sonho de muitos, mas o exame de proficiência é com certeza o terror de todos. Pensando nisso, preparamos um super resumo dos principais exames que circulam no mundo pra você saber e começar a estudar. Basta acompanhar nossa até o final!

Antes de tudo, para quem não sabe o que é exame de proficiência, é uma prova que avalia sua capacidade de fluência/entendimento em determinada língua. Essas avaliações são bastante cobradas quando o aluno quer estudar em alguma instituição de país estrangeiro. Conheça os mais relevantes exames e a língua de origem:

Inglês: TOELF e IELTS

Esses são os exames mais pedidos para quem quer estudar fora. Muitas escolas/universidades americanas só aceitam alunos que tenha passado em alguma dessas provas, por isso exige bastante dedicação nos estudos para conseguir obter uma boa nota. Enquanto o TOELF vai de 0 a 120 pontos, o IELTS vai de 0 a 9 pontos. Para entender melhor como funciona cada um e conhecer os demais exames em inglês, acesse nossa matéria: 10 Testes de inglês ao redor do mundo.

Espanhol: DELE, SIELE, CELU

O exame mais comum para quem quer estudar na Espanha, é o DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira), o teste é reconhecido pelo Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha. Atualmente, existe 6 níveis do DELE, que diferem de acordo com cada nível de fluência. Cada nível, vai possuir em média de 4 provas e uma pontuação específica. Portanto, pesquise primeiro qual o nível que a instituição deseja para você realizar seus estudos.

O SIELE aborda todas as variantes da língua, e é dividido em 4 provas específicas: leitura, audição, escrita e oral. Você pode optar por fazer todas as 4 (SIELE GLOBAL) ou uma combinação de sua preferência (MODALIDADES INDEPENDENTES). Para saber melhor como funciona, acesse o site deles clicando AQUI.

Já o CELU testa o candidato na escrita e fala, e você pode saber mais detalhes acessando o site: www.celu.edu.ar

Alemão: Goethe-Zertifikat e TestDaf

No Goethe-Zertifikat são pelo menos 11 avaliações, que medem desde o A1 para iniciantes até C2 que é o nível mais alto. Obtendo o B1, você já demonstra que entende a língua e pode trabalhar, morar ou até mesmo estudar no país com tranquilidade. Acesse o site: Goethe-Zertifikat. Lá, você descobre todos os detalhes de cada um dos níveis, as datas disponíveis para as provas, e como fazer para estudar. No mesmo site, você também terá acesso ao TestDaf que é uma avaliação que possibilita você ingressar em quase TODAS as áreas e cursos nas instituições alemãs de ensino superior.

Italiano: CELI e CILS

Ambos são bem parecidos, mas possui formatos de aplicações diferentes. O CELI conta com 6 edições que equivalem aos níveis desde A2 até o C2, e o CILS vai desde o A1 (o mais básico) até o C2 (o mais avançado). Você precisa saber exatamente qual nível de avaliação a instituição está pedindo para você começar a estudar. O bom é que a prova fica disponível para se realizada em várias cidades do Brasil, então já se programe logo para não perder.

Francês: DELF e DALF

Tanto o DELF quanto o DALF compõe-se de 6 diplomas independentes que correspondem a 6 níveis diferentes do francês. A melhor parte é que as avaliações ocorre 4 vezes no ano, então da pra estudar de boa sem perder a prova. A última prova desse ano ocorre em meados de Novembro, e você já deve fazer sua inscrição agora pelo site: DELF/DALF

Mandarim: HSK

Pode-se dizer que esse exame não é muito requisitado pelas universidades, mas caso você queria realizar para averiguar seu grau de conhecimento na língua, ele é dividido em 6 níveis. Veja como funciona cada um deles:

  • HSK 1 e HSK 2 são os dois exames HSK mais básicos, sendo compostos por pinyin e caracteres;
  • HSK 1 e HSK 2 testam suas capacidades de compreensão oral e escrita (leitura);
  • Já o HSK 3 a HSK 6 são compostos por completo por caracteres chineses, não havendo uso de pinyin nesses exames;
  • Por último, temos o HSK 3 a HSK 6 testa suas capacidades de compreensão oral e escrita e a produção escrita

Japonês: JLTP

São um total de 5 certificados diferentes que você pode obter, e são divididos em: N5, N4, N3, N2 e N1. O nível N5 é o mais básico, enquanto o N1 é o mais avançado. Para você saber como é a prova, acesse o link: Exame de Proficiência em Língua Japonesa. Por lá, tem exemplos das provas aplicadas ano passado (2019).

Coreano: TOPIK

É dividido em 6 níveis: Os dois primeiros níveis sendo considerados básicos, os níveis 3 e 4 intermediários, e os dois últimos sendo os mais avançados. Atualmente, existem 2 provas para o TOPIK: o TOPIK I e TOPIK II, entenda cada uma delas:

TOPIK I: mede seu conhecimento apenas de conteúdos dos níveis mais básicos (1 e 2), e a prova é consiste em leitura e compreensão auditiva.
TOPIK II: Já essa prova conta com os conteúdos intermediários e avançados, com seções de leitura, escrita, e compreensão auditiva. Observa-se que a última prova é bem mais difícil, e por isso requer mais estudo.

Bom pessoal, espero que você tenham gostado desse super resumo que preparamos sobre os principais testes de proficiência. Qualquer dúvida, não deixe de por nos comentários. Até a próxima pauta 🙂

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Quem Somos

“Somos um site pra você chamar de seu.

O Meu Intercambio é o seu lugar de saber mais sobre a vida no exterior e também compartilhar vivências da sua viagem.

Torne o seu sonho realidade e viva sem fronteiras.”