Estudar Fora

5 PAÍSES para ESTUDAR NA EUROPA de GRAÇA

Gabrielly Damasceno Araujo
Escrito por Gabrielly Damasceno Araujo em 25 de outubro de 2020

Para ajudar você a descobrir os países menos “complicados” para estudar fora, preparamos uma lista com os 5 melhores lugares da Europa para você escolher. Descubra quais são eles acompanhando tudo até o final!

Se você é brasileiro e sonha em fazer um intercâmbio nas Universidades da Europa de graça, saiba que isso é possível. Assim como qualquer instituição de ensino, as faculdades estrangeiras também possui requisitos e burocracias a serem seguidas, mas alguns países do continente são mais fáceis que outros. Veja o primeiro da nossa lista:

Reino Unido

Formado por 4 países, o estudante pode estudar no Reino Unido através da bolsa CHEVENING, que cobre todas as taxas da faculdade, além de custear o transporte, a matrícula, e uma ajuda financeira todo mês dependendo do curso. A bolsa conta com duas etapas: a primeira é de documentação e carta de recomendação. Já a segunda etapa é com entrevista no consulado (caso você seja aprovado(a) na primeira parte).

A bolsa é para mestrado, e você consegue todas as informações, e verificar as datas do processo seletivo acessando o site: https://www.chevening.org/

Pode acontecer de alguma universidade europeia possua seu próprio sistema de bolsa, por isso prestar atenção no site da faculdade sempre. Outro fator recorrente, é que algumas universidades brasileiras possui parceria com instituições estrangeiras, e com isso você pode conseguir sua bolsa de uma forma mais fácil.

Alemanha

Como sabemos, as universidades públicas estrangeiras cobram uma mensalidade, porém existe algumas faculdades da Alemanha que estão em processo para ser totalmente gratuitas. O melhor é que será permitido a entrada de brasileiros e as despesas quase todas são financiadas.

O site que você encontrará todos os detalhes é de uma instituição do Governo Alemão, DAAD, que através dele você terá informações sobre todas as bolsas disponíveis, áreas de atuação, o tipo de curso, o que a bolsa está custeando, e os requisitos para se candidatar.

A melhor parte que é você terá acesso a um curso totalmente gratuito de alemão, independente da bolsa que você escolher.

HOLANDA

Assim como na Alemanha, as universidades da Holanda também estão em processo para serem totalmente gratuitas, e é um país que possui inúmeras faculdade famosas, como a Utrecht e a Rotterdam (umas das melhores do mundo). Eles possuem uma bolsa específica para brasileiros, chamada Orange Tulip Scholarship, que oferece mais de 80 bolsas para cursos integrais ou meio período de bacharelado, MBA ou mestrado.

As aulas são ministradas em inglês, então precisa ter o domínio da língua para compreender. Assim como a maioria dos processos de bolsa, você terá que se matricular primeiro no curso desejado (prestar atenção nas datas de inscrição), para depois se inscrever para a bolsa em si. São vários requisitos que você precisa ter, e o site deixa tudo bem detalhado para não haver erro.

França

Um outro país da Europa que você pode estudar de graça. Na França, você consegue ingressar nas universidades através do Campus France, que é agência oficial que do país aqui no Brasil. No site, você consegue verificar todos os cursos e áreas disponíveis para concorrer a bolsa.

Basta acessar o site e escrever “Brésil” que irá aparecer todas as bolsas que você pode se candidatar e os requisitos necessários (tem até a bolsa Victor Hugo, que é uma das mais conhecidas). Ah, mas eu não sei falar francês direito, o que eu faço? Não tem problema, eles disponibilizam um curso do idioma 3 meses antes de iniciar seus estudos de fato.

Suécia

O último país da nossa lista que você pode estudar de graça é a famosa Suécia. Com o programa de bolsa chamado Swedish Institute Scholarships for Gobal, o estudante pode estudar mestrado no período de 1 a 2 anos, e escolher várias universidades participantes da bolsa. Você precisa ser brasileiro, ter experiência profissional e de liderança para concorrer as diversas áreas disponíveis pelo programa. Também será necessário montar um currículo no site, realizar uma carta de motivação, possuir duas cartas de referencia e ainda ter um exame de proficiência.

O intercambista Vinicius Sanches já nos contou, em um depoimento exclusivo, sobre como foi estudar e morar nesse país nórdico. Para conferir a matéria, basta acessar AQUI.

É importante dizer que cada bolsa de estudo tem as próprias normas, e pode acontecer de você precisar se inscrever primeiro na faculdade pra depois que for aceito, realizar a inscrição para a bolsa.

Bom pessoal, espero que tenha ajudado a decidir qual país da Europa estudar. Caso tenha ficado alguma dúvida, pode deixar nos comentários que teremos o prazer em responder. Até a próxima pauta!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Quem Somos

“Somos um site pra você chamar de seu.

O Meu Intercambio é o seu lugar de saber mais sobre a vida no exterior e também compartilhar vivências da sua viagem.

Torne o seu sonho realidade e viva sem fronteiras.”